Internet das Coisas é realidade no setor de logística

Supporte Logística | 23 de abril de 2019 |

A tecnologia vem mudando a vida todos diariamente. A cada nova invenção, mais facilidade, recursos, conectividade. Basta olhar para trás e imaginar a enorme revolução que aconteceu nos últimos anos com a expansão do acesso à internet, smartphones e uma série de outras invenções que nem imaginávamos que existiriam, a não ser pela ideia que os desenhos animados passavam sobre o futuro, mas hoje são praticamente indispensáveis na rotina.

O mais interessante é que tudo isso não se volta apenas para o universo pessoal, pois existem muitas inovações pensadas também para facilitar o dia a dia de profissionais de todas as áreas. E o setor de logística não fica de fora disso.

Todos os dias, inúmeros itens são criados para facilitar a gestão de frotas, controle de estoque, fornecer insights para melhorar processos e uma série de outros itens que deixariam qualquer um que trabalhasse nessa área no passado impressionado.

Entre essas revoluções, está a Internet das Coisas, também conhecida como IoT ou Internet of Things. Você já ouviu falar dela? Se ainda não, conheça e saiba como ela pode transformar a logística do seu negócio agora e nos próximos anos!

CTA Supporte Logística: Soluções de ponta a ponta

O que é Internet das Coisas?

Antes de mais nada, é importante entender melhor sobre esse conceito. Ele se refere aos objetos que são usados no nosso dia a dia, como geladeiras, televisões e até mesmo roupas, só que conectados à internet ou outros dispositivos, como smartphones e computadores. Resumidamente, seria a união cada vez maior do mundo físico e digital, tornando-os um só.

 Citação Mark Weiser

Se você não está conseguindo pensar em nenhum exemplo de que a Internet das Coisas já é uma realidade, basta lembrar que existem casas inteligentes, que têm tudo controlado diretamente pelo celular – luzes, condicionador de ar, alarmes.

Outra maneira de ilustrar nosso contato com esse tipo de tecnologia é a possibilidade de emitir alertas ao circular de carro em rodovia, avisando aos outros motoristas sobre um perigo na via, como um acidente, congestionamento ou buraco. Mas ainda podemos citar também os relógios que conseguem monitorar a temperatura, batimentos cardíacos e outras tantas informações sobre o corpo. Esses são apenas três dos vários itens que podem ilustrá-la no presente.

Agora não é mais tão distante da realidade imaginar essas e outras aplicações da IoT hoje, não é mesmo? Porém ela não é nem um pouco recente: começou a ser discutida em 1991 e ganhou esse nome em 1999. Ou seja, muito antes de termos acesso a quantidade de tecnologia que temos atualmente nas mãos. Incrível, não é?

IoT na logística

As inovações estão presentes em itens do cotidiano pessoal, mas saiba que elas também já estão dentro das empresas. A modernização de processos com o uso de dispositivos inteligentes não só proporciona mais facilidade na execução de tarefas, mas também tem sido a chave para alcançar melhores resultados. Conheça algumas das opções que a IoT tem trazido à logística!

Gestão de frotas

Ter controle de onde estava cada caminhão durante uma viagem poderia ser um desafio no passado. Hoje, com a tecnologia, é possível obter a localização do veículo em tempo real. Mas não só isso: se está parado, andando, na rota ou não, nível de combustível, velocidade, emissão de CO², além de identificar falhas, agendar manutenções e emitir alertas sobre a documentação. Sem falar na atenção ao próprio motorista, detectando, por exemplo, mudanças no comportamento que podem indicar que ele está com sono, consumiu álcool ou drogas.

Controle de estoque

Tempo é dinheiro, todos sabem, e justamente por isso, é preciso otimizá-lo. Agora, com a ajuda de ferramentas próprias, é possível saber exatamente o que está disponível no estoque e onde cada produto foi guardado. Ou seja, nenhum funcionário precisa mais gastar horas atrás dos itens para conseguir finalizar a separação de um pedido, que pode ser feito até sem a intervenção humana, automaticamente, com a ajuda de robôs, o picking automatizado. A evolução é tanta que existem prateleiras inteligentes que conseguem identificar, inclusive, se um pallet foi guardado no local correto e até se ele não excede o peso máximo indicado.

O monitoramento constante e amplo do que entra e sai do galpão permite também gerar pedidos automaticamente para reposição de itens, evitando que faltem artigos que mais possuem giro.

Inventário preciso, processamento de pedidos simplificado, redução de erros e informações em tempo real são apenas algumas das vantagens trazidas pela tecnologia aos armazéns.

Visibilidade de ponta a ponta

Novas tecnologias permitem enxergar informações com mais amplitude, ajudando na tomada de decisões. Frotas mais propensas a furtos ou roubos, performance de motoristas, gargalos, estado dos veículos, gastos com estoque e uma série de outros pontos podem ser analisados individualmente de qualquer lugar quando mais precisar, garantindo o necessário para tomar decisões rápidas com base nas informações disponíveis sobre todo o processo na hora em que precisar e na palma da mão.

Veja também: Como usar o Big Data no Supply Chain

O futuro já chegou na logística. Não fique parado, aproveite todas as vantagens que a as novas invenções podem oferecer ao seu negócio.