Saiba como manter uma estrutura logística bem preparada

Supporte Logística | 30 de maio de 2018 |

Sucesso. Está aí uma palavra pequena, mas que não sai da cabeça dos empreendedores, independente do porte da empresa. Ele não vem com manual de instruções, segredos ou receita, mas sem dúvida um dos principais ingredientes é uma boa margem de lucro final na venda do produto. E, para isso, é preciso ter uma boa dose de planejamento em todas as etapas.

Para um bom planejamento estratégico de uma empresa é necessário fornecer uma infraestrutura adequada, é esse sistema que organiza o fluxo de informações, materiais e pessoas com um único objetivo: a agilidade. Afinal, a otimização do tempo é um dos principais diferenciais para sua empresa se manter competitiva no mercado de transportes. Por isso, o planejamento prévio dos processos logísticos é fundamental para que seu negócio se destaque entre a concorrência.

A logística empresarial engloba todo o processo de mercadoria e deslocamento de informações, estudando como a administração pode organizar a rentabilidade nas distribuições dos serviços aos clientes e consumidores. É por meio de um planejamento, organização e controle das atividades de movimentação e armazenagem que o fluxo de produtos é facilitado, desde a encomenda da matéria-prima até o ponto de consumo final. Assim, é possível garantir serviços adequados aos clientes em um custo acessível. Entretanto, para que o processo aconteça com eficácia, todo o gerenciamento deve acontecer de um modo integrado.

Pensando em todo o processo de planejamento e no gerenciamento logístico, é sempre válido citar a gestão da cadeia de suprimentos. Com ela, é possível controlar de maneira ativa os fluxos diretos e reversos, a armazenagem de mercadorias e todas as informações relacionadas, do ponto de origem ao consumo. Assim, fica mais fácil de localizar os detalhes dos pedidos de cada cliente.

Você também pode optar pela utilização do sistema Supply Chain, aprimorando o sistema logístico do seu produto ou serviço.

A importância que a logística possui no dia a dia de uma empresa é nítida e suas linhas trazem consigo ainda mais detalhes para que ela seja tão eficiente e produtiva. Confira alguns exemplos e procure adotá-los para que sua empresa tenha ainda mais sucesso.

Logística de abastecimento

É a atividade que administra o transporte de materiais dos fornecedores para a empresa, o descarregamento ao receber e armazenar as matérias-primas e suprimentos.

Logística de distribuição

Está diretamente ligada ao seu produto, pois é o centro da distribuição de insumos, localização das unidades de movimentação em suas regiões, abastecimento da área de separação de pedidos, controle de expedição, transporte de cargas e coordenação dos roteiros de transportes urbanos.

Logística de manufatura

É a atividade que administra todo o processo de movimentação para abastecer os postos, seguindo ordens e cronogramas estabelecidos pela produção. Ela também atua na movimentação de produtos semi-acabados da linha de montagem até os “acabados” para o armazém.

CLIQUE AQUI E MELHORE A ORGANIZAÇÃO ESTRATÉGICA DA SUA EMPRESA!

Logística organizacional

O nome fala por si só. É o planejamento e execução do fluxo de produtos, desde o desenvolvimento e aquisição até o consumidor final. A principal missão de todo o gerenciamento logístico é planejar e coordenar os setores e atividades para elevar os níveis em questão e melhorar sua qualidade ao menor custo possível. A logística é o principal elo entre o mercado e a atividade operacional da empresa.

Os três maiores objetivos são encurtar o fluxo logístico, melhorar a visibilidade desse item e, consequentemente, gerenciar a logística como um sistema. Não esqueça: no regime de gerenciamento logístico, o mais importante é ligar o mercado, a rede de distribuição, o processo de fabricação e a atividade de aquisição. Assim, os clientes serão servidos com cada vez mais eficiência e mantendo os custos baixos.

A importância da logística empresarial

Todo o processo está ligado à criação de valor para os clientes e fornecedores da empresa. O valor em logística é expresso em termos de tempo e lugar. Podemos utilizar como exemplo o produto que ainda não chegou ao cliente. Esses serviços já não teriam o mesmo valor se não estivessem no local certo. Por isso, cada etapa do processo é tão significativo.

A boa gestão vê cada atividade na cadeia de suprimentos como contribuintes para adição de valor. Se por acaso o valor a ser adicionado for pouco, é necessário questionar se a atividade deve existir. Mas não esqueça que o valor de cada etapa só deve ser adicionado se os clientes estiverem dispostos a pagar pela sua obtenção.

Objetivos da logística empresarial

Das muitas mudanças de mercado que ocorreram nos últimos anos, a que mais merece destaque nos procedimentos logísticos é a procura pelas estratégias que proporcionam um valor superior aos olhos dos clientes. Nesse caso específico, a vantagem competitiva não deve ser realizada olhando para a empresa como um todo. Parte, na verdade, do resultado de muitas atividades, desde a projeção, produção e comercialização até a entrega e pós-venda do seu produto. São nessas atividades que a empresa precisa criar base para a diferenciação de preços.

Este item utiliza um conjunto de estratégias para conduzir as organizações empresariais de forma ágil e eficaz, sempre exigindo perfeição nas etapas de coletas de informações, gestão de estoque, armazenagem, transportes, estratégia financeira, o conhecimento do fluxo de armazenagem de materiais durante a produção e a quantidade de produtos acabados. Existem quatro pontos-chave para a execução do sistema logístico integrado. Veja:

  • Logística empresarial integrada: setor responsável pela aquisição, movimentação, armazenagem e entrega dos produtos. O planejamento logístico empresarial é realizado com objetivo de ter a maior eficiência em suas atividades.
  • Controle de estoque: baseia-se em sempre ter disponível o produto para completar sua demanda sem faltas para não existir falhas com os clientes ou excesso de materiais para dificultar sua distribuição.
  • Gerenciamento de transporte: não menos importante, é uma das etapas essenciais para garantir que o produto chegue com segurança, de forma rápida e em ótimas condições, podendo ser entregue nas lojas ou diretamente ao consumidor final.
  • Gestão de informação: procedimento que agrega muito a uma empresa. É por meio desse processo que passam todas as informações de supervisão e divulgação logística, seja interna ou externamente. Dessa forma é possível obter um serviço ágil em toda a produção, desde a compra de insumos até o seu deslocamento.

Ao utilizar todos os princípios primários citados acima, é possível garantir a maneira mais adequada para realizar com precisão todas as etapas logísticas, integrando todos os ambientes que desenvolvem a gestão da cadeia. A principal inovação da palavra “integração” na logística está relacionada ao planejamento e coordenação dos processos pelo qual caminho o produto passa até chegar ao cliente final. Não esquecendo do seu principal objetivo, a otimização total, garantindo êxito para empresa em todo o processo logístico.

Atualmente, o mercado vive muitas oscilações que incomodam sócios e investidores. Por isso, se faz cada vez mais necessário redobrar o cuidado diante de um sistema logístico dos produtos e serviços que a empresa dispõe. Para aproveitar todas as vantagens deste processo é fundamental estar por dentro de elementos básicos e investir – sempre que possível – para aperfeiçoar todas as etapas em excelência contínua.